quarta-feira, julho 19, 2006

Do que restou, e do que será

E me pergunto,
Ao que sobrou da que ainda crê,
Por que razão não te amei enquanto era possível,
e da maneira que merecestes.
Sondo-me as transparências, os filmes no projetor, negativos, positivos,
e o que mais for...
Onde estava no momento em que me era suposto estar ao lado teu?
E hoje, quando tanto quero a quem sequer me espera, pergunto-me:
Que fora feito daquele amor?

3 comentários:

  1. Bia, não resisti e voltei a escrever...

    http://distraidos-venceremos.blogspot.com/

    espero sua visita...

    Beijos,

    Nelson

    ResponderExcluir
  2. Bia, sempre delicioso ler o que você escreve. Você tem o dom de escrever o que precisamos ler. O que queremos ler. Beijos, Erani.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir