quarta-feira, outubro 25, 2006

Amor ...platônico

Na filosofia de Platão, o amor era algo superior, muito mais que qualquer amor carnal e erótico que pudesse vir a ser realizado.
Era o desejo de amor e exaltação ao belo, à tudo que há de mais perfeito dentro de um processo de crescimento pessoal e espiritual.
Um amor sublimado, que sintetiza a beleza dos sentimentos mais puros e nobres.
Um amor que não carece do contato físico, pois está acima dele.O que não significa contudo que ele não possa existir.
Abro qui meu parágrafo para falar de um amor assim.
De uma admiração enorme, de um carinho transcendente.
Que independe de ser correspondido, mas que - ora,sejamos verdadeiros!- seria o próprio paraíso se correspondido.
Não dói, não machuca, não fere.
Talvez porque não esteja susceptível ao 'não', ao 'nunca', ao 'jamais'.
É um amor tipo 'sonho de consumo'.
Mas que não se quer consumir, porque tudo o que não se deseja é que ele se acabe.
Porque independente de qualquer coisa, nos transforma em pessoas melhores, por tudo de belo que nos inspira e pelo tudo que de mais puro buscamos encontrar dentro de nós mesmos para entregar a ele.
Porquanto somos humanos, e falhos, cheios de vícios e cicatrizes, sabemos que este nunca será o amor perfeito.
Não.Mas de fato, isso é o que menos importa.
O importante mesmo, é amar!

7 comentários:

  1. Guria, guria, sempre romântica.
    Saudades tuas, não tenho te encontrado...

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    lindo o seu blogspot!
    de muito bom gosto!
    um abraço,
    Pablo.
    ...
    .

    ResponderExcluir
  3. Anônimo6:41 AM

    Bia,
    Atualiza aí, vai... esatamos com saudades!!!!
    Mércia

    ResponderExcluir
  4. Oi...., hum, adorei seu blog!!!! Os textos são maravilhosos!!!

    Podemos manter contato?

    ResponderExcluir
  5. Ola!! Passei para conhecer o blog, e tambem para dar a conhecer o novo blog de pensamentos: http://delphinazulpensamentos.blogspot.com/
    beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Amor, benção e maldição. As vezes penso se seria mais feliz se não procurasse pelo meu amor, ou se seria infinitamente mais infeliz. Amor de perdição, perde-se um pouquinho de se mesmo para sempre.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Mais oque seria o "Amor Platônico" mesmo, aquele amor que não se pode ter? aquele amor que vc nunca será correspondido???

    beijossss

    ResponderExcluir