sábado, janeiro 20, 2007

Sem título, sem graça

Estranha esta retomada de planos que nunca chegaram a ser, nunca foram, nem sequer serão.
Mas quando encaro reflexo do espelho, percebo nos meus olhos a vontade.
Mesmo que improdutiva, incapaz.
Ela está lá.
O desejo latente da mudança que nunca, nunca.
A menina de ontem e a mulher de hoje se confundem e muitas vezes a menina toma as rédeas, e diz a que veio.
A mulher, se esconde no armário, atrás da porta, atrás do medo.
Como - e quando - foi que a garotinha brava e corajosa transformou-se na mulher insegura e cheia de medos?
Quando foi que desisti de arrancar a última folha do calendário, encerrar o ano - mais uma etapa, e preparar-me para o novo, o desconhecido?
Onde foi que a graça se perdeu de mim?
Ou terei sido eu a perder-me dela?
Tenho tanta vontade do novo quanto tenho de permanecer assim, como estou.
Estática, estagnada.
Sim, tenho medo que apodreçam-me os sonhos.
Mais medo ainda, tenho de encarar a realidade dura de uma vida vazia.
Não tem graça!
Mas eu sempre encontro uma forma de mostrar a alguém aqui e ali que ela existe: a tal da graça.
Só não sei porquê ela se foi de mim.
Este é, quem sabe, um epílogo.
A página virada,o ponto final.
Ou quem sabe o prólogo, a promessa ainda que tardia de uma nova história, de um sem número de capítulos e páginas incontáveis que me separam do fim.


The DOORS "The END"

7 comentários:

  1. Me ouviu? Saudades de você... Um beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Bianca,
    Se a mulher que lhe habita nao tem coragem de enfrentar todos os obstáculos da vida, então deixe que essa garotinha corajosa tome as redeas do destino e vá buscar a tua felicidade!!!
    Gostaria que soubesse que te admiro muito como escritora, e possivelmente se eu te cnhecesse te admiraria como pessoa tambem...
    tem um poema seu que eu amo muito(Tudo Diferente)

    Tivesse eu feito tudo diferente,
    Calado algumas frases
    Esquecido alguns valores
    Te mandado flores?
    Batido à tua porta no meio da noite
    Invadido o teu silencio,
    Suplicando pelo abraço
    Guardado o beijo,
    Quando tua boca de desejos encostou a minha
    Tivesse eu, segurado tua mao,
    Te pedindo pra ficar
    Falado do sentimento que escondi
    Do amor que guardei e que era só teu
    Escancarado todas as portas e janelas,
    Deixando que percorresses todos os comodos
    Que descobrisses toda a verdade
    A minha.
    Esta que te digo hoje
    E que me custa tanto
    Diz
    Me conta
    Terias ficado?"

    Me perdoe se tiver algum erro, mas é pq eu nao tenho ela copiada aqui, de tão linda que ela é eu acabei decorando, mas pode ser que eu tenha errado qualquer coisa...

    Tambem tenho um pedido a lhe fazer... Nunca deixe de escrever, Não prive o mundo de tuas gloriosas palavras... Você ja escreveu algum livro??? Gostaria muito de saber, por favor me responda, se você tiver escrito algum é muito importante pra mim poder lê-lo!!!
    beijos,
    Clélia

    ResponderExcluir
  3. Dennis5:33 AM

    Confuso que sou, comentei num lugar qualquer que não este. Onde terá sido? Para onde terá ido o me comentário??? Bom... adianta perguntar o que houve ou por que você desapareceu, ou quer desaparecer ainda mais? Coisas da vida, somos todos equilibristas a dançar no arame. Fico quietinho, a espera do seu retorno... Este mundo é o que é. Beijos/ Dennis.

    ResponderExcluir
  4. Anônimo11:06 AM

    que legal q vcs gostam de pensamentos e frases de efeito. Entrem no meu site e postem lá suas frases tbm e vamos fazer do meu site o maior site de frases e pensamentos pessoais do Brasil.

    www.ditados.com.br - pg inicial
    www.ditados.com.br/pessoal/ - pg inicial da seção pessoal
    www.ditados.com.br/pessoal/cadastro.asp - pg de cadastro
    www.ditados.com.br/pessoal/add.asp - pg para adicionar nova frase (cadastro prévio requerido)
    www.ditados.com.br/pessoal/autores.asp - nossa lista de autores que aumenta a cada dia

    entrem lá e postem suas frases
    www.ditados.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu simplesmente MORRO de medo que apodreçam-me os meus sonhos. Lindo texto. Beijo

    ResponderExcluir
  6. tinha escrito um monte de coisas mas ao fazer o login no novo blogger, perdi tudo.

    mas, em resumo, lute, bia, pra não ficar feito eu, com sonhos mortos, estagnada - um pântano - e com vontade de morrer... é horrível!

    beijos, querida

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu blog... mais ainda este texto.
    Gostaria de colocá-lo em meu blog se me permite!
    Parabéms!

    ResponderExcluir