segunda-feira, maio 15, 2006

De rabiscos, lágrimas e estrelas

Rápida, apanhou caneta e papel.
Os dedos desacostumados trabalhavam ávidos, em desespero de causa.
Preciso, era preciso...
O papel ia do branco ao azul, à medida que as lágrimas caíam, libertas.
A necessidade de ser honesta consigo mesma era ainda menor que a de entregar-se ao choro convulso.
Não segurou, não desta vez.
Cedeu aos soluços após meia dúzia de frases escritas e não endereçadas, e abandonou o papel.
Deitou-se sobre o tapete do quarto, e encolheu-se esperando e desejando que a dor fosse embora.
Fechou os olhos e adormeceu contando estrelas.

6 comentários:

  1. Bia,
    Com grande frequência você escreve o que eu também estou sentindo e vivendo. Como é que pode? Bom, deu pra entender porquê ando sumida, né? risos...
    Ps: ainda não me conformo que você tenha saído do Orkut.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog!
    Vim parar aqui navegando pela net, e acho que vou ficar um pouquinho mais! ;-)
    Tão "sentimento"!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9:53 PM

    Your site is on top of my favourites - Great work I like it.
    »

    ResponderExcluir
  4. Anônimo10:17 PM

    Greets to the webmaster of this wonderful site. Keep working. Thank you.
    »

    ResponderExcluir
  5. Anônimo11:19 PM

    I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
    »

    ResponderExcluir
  6. Anônimo11:23 PM

    I'm impressed with your site, very nice graphics!
    »

    ResponderExcluir